III Feira do Empreendedorismo comemora 20 anos do CrediAmigo em Acopiara

A III Edição da Feira do Empreendedorismo de Acopiara foi encerrada na noite do sábado, 02 de junho, com diversas atrações, entre elas, a entrega de comendas que homenagearam clientes e pessoas que apoiaram o fortalecimento do CrediAmigo no município, como o prefeito Antônio Almeida, o vereador Ricardo Costa, o empresário José Leite da Cruz e ainda apresentações de danças, show de comédia, corte do bolo comemorativo dos 20 anos do CrediAmigo e show musical com Forró Alerta.

Além da programação festiva, a Feira contou com representantes de micro, pequenos e grandes negócios que fizeram exposição de seus produtos para venda no local. A maioria dos expositores foram beneficiados pelo Programa de microcrédito do Banco do Nordeste.

Durante a sexta, 1º de junho e sábado, 02 de junho, os visitantes da feira tiveram a oportunidade de conhecer as linhas de créditos ofertadas pelo Banco do Nordeste para financiamento de novos negócios. Pela programação do evento foram ofertados serviços gratuitos como corte de cabelo, designer de sobrancelhas, massagens, terapias naturais, acompanhamento nutricional e testes de acuidade visual realizados por empresas e associações parceiras.

De acordo com Mairton Pacífico, coordenador do CrediAmigo no município a Feira teve por objetivo estimular ainda mais o empreendedorismo, com foco no mercado, para assim promover o desenvolvimento regional por meio de crédito produtivo e orientado.

O Prefeito Antônio Almeida, durante sua fala, destacou a importância do CrediAmigo para o município, principalmente por sua capacidade de investimento e financiamento que vem ajudando a milhares de acopiarenses.
“Fico feliz por durante todas as vezes em que estive à frente da administração do município pude contribuir com o CrediAmigo, inclusive apoiando incondicionalmente a implantação de um posto de atendimento aqui no nosso município”, destacou o prefeito.

Durante os 20 anos de existência, o CrediAmigo contabilizou a inclusão financeira de mais de milhares de empreendedores formalizados ou não formalizados. E mesmo com a crise financeira, no ano passado, o montante concedido em operações financeiras foi de mais de 20 milhões.

Acessibilidade