Prefeito de Acopiara Antônio Almeida Neto assina Termo de Cooperação Técnica em parceria com a SEMA para o florestamento e reflorestamento do Viveiro de Mudas do município

O Prefeito de Acopiara Antônio Almeida Neto assinou no mês de março juntamente à secretaria do Meio Ambiente do Estado do Ceará (SEMA) o Termo de Cooperação Técnica (TCT), uma parceria do município com o Governo Estadual para a implantação do Programa Ceará Mais Verde, com o objetivo de implementar o Projeto de florestamento, reflorestamento e educação ambiental no tocante a gestão dos viveiros regionais para a produção de mudas nativas destinadas à recuperação de áreas degradadas e as ações de educação ambiental.

De acordo com a equipe da secretaria do Meio Ambiente, esse Projeto vai viabilizar a reforma do Viveiro de Mudas existente no município, orientando quais as espécies de mudas irão ser cultivadas pela equipe técnica e que o mesmo funcionará como fonte de distribuição de mudas para os municípios que estão inseridos na bacia hidrográfica do Rio Jaguaribe. Ainda de acordo com ela, este projeto propõe disseminar a prática da reprodução vegetal de espécies nativas, de forma técnica e organizada, além de dotar as regiões administrativas do Estado de pessoal qualificado para produção de mudas nativas destinadas à recuperação de áreas degradadas e as ações de educação ambiental.

As ações de florestamento e reflorestamento proporcionam, entre vários benefícios ambientais, maior infiltração das águas, resultando na recuperação de nascentes, da biodiversidade e de ecossistemas naturais; retenção dos solos com redução do assoreamento dos corpos d’água e prevenção dos processos de erosão e desertificação. Nas áreas urbanas, por suas múltiplas funções, a arborização exerce papel de vital importância para a qualidade de vida das cidades. A arborização urbana atua diretamente sobre o microclima, na qualidade do ar, no nível de ruídos, na paisagem, além de constituir refúgio indispensável à fauna remanescente nas cidades. Pela redução da incidência direta da energia e do aumento da umidade relativa do ar, a arborização pode contribuir para a redução de até 4ºC de temperatura, agindo decisivamente para atenuação das chamadas “ilhas de calor”, áreas de ocorrência das temperaturas mais elevadas durante o dia, especialmente nas zonas de maior poluição do ar.

 

Assessoria de Comunicação- PMA

Acessibilidade